sexta-feira, dezembro 30, 2005

E assim foi 2005

2005, o Ano XVIII, em que eu que eu comecei a escrever Hellness.

Este foi um ano diferente de qualquer um dos outros 17 que eu vivi. Este ano eu abandonei o lugar em que estavam gande parte dos meus amigos, o CEFAM, para comecar a trabalhar na Digital House, onde ateh a data em que estou escrevendo este texto, estou. Este ano vi que sem Deus nao sou capaz de nada, e, se eu passar neste vestibular, somente ele sera responsavel.

Tive muitos conflitos internos, como a questao da honra, do preconceito, da familia, da auto-estima e do amor. Nao resolvi todos, com certeza, mas a cada ano adquiro mais experiencias e sei lidar melhor com eles.

Tive a infelicidade de testemunhar que as pessoas que realmente tem consideraçao por voce sao raras. Que pra conviver voce deve tolerar os defeitos alheios e tentar adequar os seus a situacao. Que se eu mesmo nao investir em mim, ninguem o fara.


Eh por isso que represento o final do ano com o deus da mitologia egipcia Hórus, que representa o renascimento. E eh assim que sera 2006: um ano em que tudo mudara, pra melhor.

Um comentário:

  1. eu acho q primeiro...Deus q eu conheço nao é esse ae q vc identificou como Deus do renascimento...vc errou a partir dae.....segundo.....a vida te dá oportunidades...tem gente q desperdicia....e essa é a vida.....uns ganham e outros perdem.......agora saber qual o lado que perdeu q é o dificil.....
    Olhe pra Dentro d si e responda realmente qual foi o lado q perdeu e se as coisas q tu viveu nesse ano foram assim mesmo como descreveste! Eu leio teu hellness viu......nao me esqueci d ti..
    Deus é um só amigo...nao se esqueça disso......e quem te ama......te ama com defeitos ou sem eles...agora falta é tu saber se quer ser amado ou nao...
    bom.. boa semana..mes e ano pra ti...
    bjão do seu amigo Diego

    ResponderExcluir